Vários distritos receberam a visita técnica da comitiva.

PUBLICIDADE

O projeto bilateral entre Suriname e Brasil, intitulado “Consolidação e Ampliação do Zoneamento Agroecológico e Educação Ambiental”, recebeu uma comitiva, que fez visitas técnicas e de campo em diferentes distritos de Paramaribo ao longo de vários dias. A ação foi coordenada pelo brasileiro João Luiz Lani, da Universidade Federal de Viçosa, em Minas Gerais.

Materiais de solo foram coletados para análises no Brasil. Essas coletas serão, posteriormente, reavaliadas durante a próxima visita, já com treinamento sobre geoprocessamento. Com relação ao uso sustentável do meio ambiente, serão desenvolvidos materiais didáticos para as escolas primárias, VOJ e VOS. A ênfase estará na conscientização.

A missão quer saber quais são os diferentes tipos de solo e as diversas características da paisagem. Após a análise, a comitiva emitirá conselhos para fortalecer a cooperação agrícola e econômica entre o Suriname e o Brasil. Os distritos de Wanica, Pará, Brokopondo, Sipaliwini, Commewijne, Marowijne, Coronie e Saramacca já foram visitados.

Rabin Parmessar, Ministro da Agricultura, Pecuária e Pesca, enfatizou “que qualquer pessoa que precise de uma análise do solo de sua área agrícola pode recorrer à Diretoria de Pesquisa, Marketing e Processamento Agrícola (ODLOAV) do departamento de Agro-hidrologia”.

Este departamento tem a tarefa de determinar as quantidades físicas do solo, tais como: permeabilidade, peso volumétrico, característica da umidade e estrutura do solo. Além disso, o departamento também realiza amostragem de solo para análises químicas. O ministro pede aos agricultores “que usem esses serviços para que os investimentos certos possam ser feitos após a análise”, concluiu.

Foto: NII

Deixe seu comentário abaixo.