Ernesto Araújo — Foto: Andre Coelho/Bloomberg
Publicidade

Os ministros das Relações Exteriores do Brasil e do Reino da Holanda devem chegar ao Suriname na próxima terça-feira, dia 24, assim como o embaixador de Gana. Albert Ramdin, ministro das Relações Exteriores, Negócios Internacionais e Cooperação Internacional (BIBIS), terá encontro bilateral com as autoridades e, possivelmente, firmará alguns acordos com o governante brasileiro.

Na programação, o presidente Chan Santokhi confirmou um jantar com os convidados estrangeiros. Todos serão recebidos no Palácio juntamente com o vice-presidente Ronnie Brunswijk antes de uma reunião pública na Praça da Independência, já com a participação do chefe de estado da Guiana.

Publicidade
Albert Ramdin — Foto: Luiz Paulo

Durante e próximo à celebração dos 45 anos da Independência Política, um extenso programa será concluído. O ministro Albert Ramdin afirma que as atividades da celebração da independência já começaram.

“No sábado, a condecoração do povo surinamês que desempenhou um papel importante no desenvolvimento do país no contexto da Independência em 1975 e depois acontecerá em duas ocasiões”, adiantou o ministro.

Convidados

Os primeiros convidados para a celebração dos 45 anos da Independência Constitucional chegarão na noite de sexta-feira, o que inclui o cônsul honorário de Israel e o futuro embaixador da Tailândia no Suriname. Na segunda-feira, dia 23, e na terça-feira, 24, as Delegações da Guiana e da Guiana Francesa, respectivamente, chegarão ao Suriname.

Guianas

A delegação guianense será formada pelo presidente Irfaan Ali, sua esposa, alguns meios de comunicação e pessoal de segurança. No caso da Guiana Francesa, vão desembarcar o Presidente do Parlamento e outras autoridades.

Comentar

Comentar