Porto Jules Sedney — Foto: Luiz Paulo

O Ministério Público do Suriname confirmou nesta quinta-feira, dia 13, a prisão de três pessoas que estariam envolvidas no esquema criminoso de envio de madeira ilegal em contêineres. Esta semana, outros seis suspeitos já haviam tido as prisões preventivas emitidas. A identidade dos suspeitos não foi revelada.

Sobre o caso

Publicidade

Em abril passado, uma operação conjunta das autoridades de segurança do Suriname e do porto Jules Sedney, em Paramaribo, encontrou um lote de 100 contêineres, sendo que, pelo menos 40 deles havia madeira não declarada, que seria de um exportador chinês.

Até agora, a polícia e o Ministério Público não informou o destino da carga e nem o funcionamento do esquema criminoso. O que se sabe é que existia uma quadrilha formada com envolvimento de várias pessoas, inclusive da alfândega surinamesa. A investigação segue em curso.

Comentar

Comentar