Conforme adiantou o StarNieuws e o LPM News na última segunda-feira (15), a quarta vítima da Covid-19 no Suriname, que é um brasileiro, vivia ilegal no país. A informação foi confirmada com exclusividade nesta quarta-feira, dia 17, pelo Ministério da Saúde em entrevista ao portal.

Ainda de acordo com o Ministério da Saúde, o brasileiro residia no Suriname há muitos anos, porém, não possuía documentação de residente válida no país, o que o configura como “cidadão ilegal”. Sua chegada até Paramaribo aconteceu via Saint-Laurent-du-Maroni, na Guiana Francesa.

Publicidade

O governo do Suriname explicou, ainda, que houve um desencontro de informações quando foi divulgada a morte do brasileiro, o atrelando com a pessoa que tinha sido detida na base naval de Nieuw Amsterdam, em 22 de maio, depois de sair de Belém em uma embarcação. Ele também foi positivado para o novo coronavírus.

Sobre a condição de saúde do brasileiro, o Ministério informou que ele era obeso e diabético, comorbidades que agravaram seu quadro. Ele apresentou sintomas da doença e o governo direcionou uma ambulância para executar a transferência até uma unidade hospitalar para atendimento especializado.

Deixe seu comentário abaixo.

Comentar

Comentar