Militares da Guarda Nacional de Dakota do Sul (SDNG) dos Estados Unidos e do Exército Nacional (NL) seguem no Suriname até o dia 2 de maio para fornecer aos moradores locais das áreas rurais tratamento médico e odontológico gratuito e de alta qualidade.

Esses serviços fazem parte do Exercício de Treinamento de Prontidão Médica (Medrete). O ministro da Defesa, Krishnakomarie Mathoera, visitou o distrito de Brokopondo no dia 28 de abril para observar de perto o andamento dos serviços.

Publicidade

O major dos EUA Benjamin Abbey, responsável pela coordenação operacional, indica, em conversa com o Serviço de Comunicações do Suriname (CDS), que a cooperação com o Exército Nacional está sendo muito proveitosa. “Temos uma parceria com o Suriname há 16 anos. Essa operação pode ser classificada como uma missão humanitária com base médica”, disse.

Do lado do Suriname, o capitão Guno Welzijn é o comandante da operação. Ele indica que a missão tem sido um sucesso até agora. “Começamos no dia 21 de abril em Atjoni e prestamos assistência médica e odontológica à comunidade durante cinco dias. Depois passamos três dias em Brownsweg e hoje estamos na área central de Brokopondo”, diz o oficial do exército.

Comentar

Comentar