Governo demitiu três servidores do sistema prisional. Traficante fugiu por túnel construído até uma casa a 1,5 km da prisão.

A Procuradoria-Geral da República (PGR) do México ofereceu nesta segunda-feira (13) uma recompensa de US$ 3,8 milhões para quem fornecer informações sobre o paradeiro do narcotraficante Joaquín “El Chapo” Gúzman, o dobro do valor oferecido na última vez que o criminoso fugiu.

Publicidade

Além disso, o secretário de governo do México, Miguel Ángel Osorio, anunciou a demissão de três funcionários responsáveis pelo sistema prisional mexicano após a fuga de El Chapo, prometendo que “não haverá impunidade” para os que colaboraram com o preso.

Deixe seu comentário abaixo.

Fonte: G1

Comentar

Comentar