De acordo com informações do presidente do Sindicato dos Médicos do Suriname, o motivo da greve é a falta de pagamento de salários dos profissionais de saúde.

“Infelizmente, estamos em greve novamente porque os salários mais uma vez não estão sendo pagos” disse o presidente do RGD, Robby Naarendorp, através de um comunicado de imprensa na terça-feira, 1 de agosto.

Publicidade

 

Os trabalhadores não receberam qualquer salário referente o mês de julho. Os médicos estavam trabalhando normalmente, mas no final do mês não receberam seus salários. Ainda segundo o líder do sindicato dos médicos, os trabalhadores deveriam receber o salário mais o subsídio de férias.

“Nenhum trabalho será feito até que os fundos sejam transferidos”, afirmou Robby Naarendorp, que informou que a partir do meio-dia desta terça-feira (1) todos os médicos deixariam o local de trabalho. Naarendorp desaprova a situação e disse que o governo deve transferir imediatamente o subsídio ao RGD, para que os salários sejam pagos e o serviço seja normalizado.

O sindicalista disse ainda que não é necessário nenhum contato com o ministro da saúde porque o ministro está ciente da situação e tem a responsabilidade de resolver o problema e acrescentou que o sindicato não aceitará ameaças do tipo “Sem trabalho, sem pagamento” porque a responsabilidade de transferir o dinheiro é do governo.

Deixe seu comentário abaixo.

Comentar

Comentar