Brigada com 52 profissionais de saúde cubanos, entre médicos e enfermeiros, desembarcou em Milão, na região mais afetada pelo coronavírus.

Uma delegação com mais de 50 médicos e enfermeiros cubanos chegou neste domingo (22) à Itália para ajudar no atendimento a pacientes com covid-19, doença transmitida pelo novo coronavírus e que deixou mais de 5,4 mil mortos no país, de acordo com o último boletim oficial.

“Aqui estão, na Lombardia, os nossos médicos e enfermeiros. Eles vêm de Cuba, solidários e comprometidos em fazer o bem aos necessitados, sem distinção. Os médicos de Cuba vêm em apoio ao povo italiano para combater o coronavírus”, escreveu o embaixador cubano na Itália, José Carlos Rodríguez, em redes sociais.

Publicidade

Os profissionais da saúde viajaram de Havana a Roma, onde fizeram escala, e depois desembarcaram no aeroporto de Milão-Malpensa, na capital da Lombardia, no norte do país, região mais afetada pelo coronavírus, com 27.206 casos e 3.456 mortes.

Pedido de ajuda internacional

Os médicos e enfermeiros foram à Itália após um apelo das autoridades da Lombardia por apoio internacional para lidar com a pandemia de Covid-19.

“A brigada médica cubana chegou a Milão, na Itália, no dia 22 de março, composta por 52 profissionais de saúde para ajudar no combate à nova Covid-19”, escreveu a embaixada de Cuba na Itália.

O Ministério da Saúde cubano publicou outra mensagem na qual enfatiza que “os médicos cubanos sempre estiveram do lado do dever, onde foram necessários, mostrando humanismo e solidariedade”.

Os médicos cubanos vão se juntar a nove especialistas chineses que combateram a Covid-19 na cidade de Wuhan, onde começou a pandemia, e que estão na Itália desde 13 de março, quando chegaram com 31 toneladas de suprimentos médicos.

Além disso, o presidente da região da Lombardia, Attilio Fontana, anunciou neste domingo que a Rússia também enviou uma equipe de médicos, virologistas e enfermeiros para ajudar a Itália.

Fonte: R7

Foto: Matteo Bazzi / EPA – EFE

Deixe seu comentário abaixo.

Comentar

Comentar