Marten Schalkwijk, co-fundador e ex-presidente do partido DOE, saiu do partido.

Em uma carta endereçada a liderança do partido, ele escreveu que lamenta ter tomado essa decisão. Marten pensava que junto com a liderança iria construir  um partido melhor e que ele seria envolvido na liderança como um líder com experiência.

Publicidade

“Nos últimos anos, aparentemente, o conselho não achou necessário fazer uso dos conhecimentos disponíveis”, disse Schalkwyk na carta.

O líder do partido (DOE) Carl Breeveld, ainda não vai responder a esta carta, porque o partido internamente ainda está trabalhando nisso.

Marten deu várias razões para sair do partido. Assim, de acordo com ele, há falta de interesse no desenvolvimento local, e isso foi um dos princípios da fundação do partido. Por duas vezes o partido foi eleito em Coeroeni, e esta foi a única área em que os eleitores maciçamente deram a sua confiança para nós. Este resort têm uma parte muito desfavorecida da população e segundo Marten, estes cidadãos raramente têm contato com o governo.

Apesar do partido (DOE) ser um partido em reforma política e administrativa, o partido segundo Marten nos últimos anos não teve nenhuma iniciativa para realizar qualquer reforma na Assembléia Nacional.

Deixe seu comentário abaixo.

Comentar

Comentar