Mensagem de Romênia à família

Em depoimento aos policiais do Departamento de Crimes da Capital, o marido de Romênia Brito, de 28 anos, morta na última segunda-feira, dia 23, no Suriname, disse que a esposa teria cometido suicídio. O acusado permanece preso em Paramaribo.

O homem, no entanto, é apontado como autor do crime. Ele teria matado Romênia a facadas, na frente do filho de 10 anos, após uma crise de ciúmes. O casal tinha um restaurante em uma vila, em Lawa, na divisa do Suriname com a Guiana Francesa.

Publicidade
Romenia Brito tinha 28 anos e era natural do Tocantins — Foto: Arquivo Pessoal

O Ministério Público do Suriname pediu um exame para confirmar as causas da morte da brasileira, que é natural do Tocantins. Em contato com o LPM News, familiares de Romênia mostraram mensagens onde ela afirma que estava infeliz no casamento e que retornaria para sua terra natal em definitivo.

“Não tem mais jeito. Nosso casamento acabou. Não quero mais esse casamento. Não estou feliz”, disse a vítima, em áudio gravado e enviado à mãe. Em seguida, ela completou a mensagem. “Falei para ele: Já não estava feliz há muito tempo”.

A morte da brasileira foi informada à família por uma pessoa, que ligou e disse do assassinato. Os filhos da vítima estão com uma vizinha e aguardam a chegada do avô, que tentará legalizar a repatriação das crianças. O Itamaraty confirmou a necessidade de definição da guarda para a viagem dos menores.

Comentar

Comentar