Mafiosos presos movimentavam 40% da cocaína para Europa

Mafiosos presos movimentavam 40% da cocaína para Europa

As prisões de Nicola e Patrick Assisi nesta segunda-feira (8) foram consideradas pela Polícia Federal, como “das mais importantes prisões realizadas neste ano do Brasil contra máfias”. 

Polícia Federal prende suspeitos de integrar a máfia italiana

Os Assisi, pai e filho, da máfia calabresa Ndrangheta (se pronuncia Andragueta), são considerados um importante elo entre os produtores de cocaína da América do Sul e o mercado consumidor europeu. Em coletiva, a PF disse que a estimativa é que controlavam 40% desse tráfico.

A polícia descreveu a dificuldade que teve para realizar a operação porque a dupla era muito protegida por um sistema sofisticado de segurança na cobertura em que vivia em Praia Grande. Em um dos vídeos da operação, é possível ver um esconderijo enorme dentro de um dos apartamentos.

Agora a polícia vai aprofundar as investigações para ver se há ligação entre os presos de hoje e o aumento da apreensão de drogas no Brasil dos últimos anos. No Porto de Santos, o maior do Brasil, foram apreendidas 23 toneladas de cocaína no ano passado. Só em 2019 já foram 12 toneladas.

Fonte: G1

Comentar

Comentar