Portal publica segunda parte da entrevista com Laudemar Gonçalves de Aguiar Neto.

PUBLICIDADE

Considerada uma terra de imigrantes, o Suriname também é conhecido por ser hospitaleiro. E nem poderia ser diferente, segundo afirmou o embaixador do Brasil, Laudemar Gonçalves de Aguiar Neto, em entrevista ao LPM News. Ele também destacou outros pontos, inclusive, a ajuda dos brasileiros no desenvolvimento do país. Confira:

Brasileiros no Suriname

“Os brasileiros se adaptam facilmente quando chegam a um país e se sentem bem-vindos nesse país. O Suriname é um país hospitaleiro que faz as pessoas se sentirem em casa. Estou feliz que a comunidade brasileira esteja contribuindo para o desenvolvimento do país”.

Leia também:

O Suriname é um país com diversidade étnica, assim como Brasil também é conhecido por sua diversidade étnica. Então, não é difícil para os brasileiros se adaptarem e se integrarem ao Suriname. Os brasileiros que vieram para o Suriname continuaram a viver neste país porque se sentem em casa aqui.

Contribuição

“A contribuição que essa comunidade faz, certamente, pode ser considerada positiva. Eles contribuem para o Suriname em várias áreas porque trabalham em vários ramos. Por exemplo, os brasileiros têm negócios próprios, trabalham na agricultura, no setor de ouro e no setor acadêmico. As pessoas que trabalham no setor de ouro geralmente vêm de situações difíceis e tentam criar uma vida melhor para eles e suas famílias. Alguns deles vão trabalhar nas minas de ouro e, depois de um tempo, voltam ao Brasil. Todos contribuem substancialmente com a economia”.

Dificuldade com idioma

“O domínio do idioma holandês continua sendo um grande desafio para os brasileiros. É uma linguagem bastante difícil de aprender. No entanto, não há barreira linguística, porque os brasileiros pegam facilmente o Sranan Tongo. Os surinameses também aprendem a falar português. Aprender português é fácil para os surinameses porque não difere muito do espanhol”.

Deixe seu comentário abaixo.