Foto: Polícia Civil

A Polícia Civil do Amapá cumpriu seis mandados de prisão preventiva e de busca e apreensão nesta quarta-feira (30) na 3ª fase da operação “Longa Manus”, que busca coibir a atuação de facções criminosas no estado. Duas prisões foram em Macapá e quatro em Pedra Branca do Amapari.

Os detidos são suspeitos A Polícia Civil do Amapá cumpriu seis mandados de prisão preventiva e de busca e apreensão nesta quarta-feira (30) na 3ª fase da operação “Longa Manus”, que busca coibir a atuação de facções criminosas no estado. Duas prisões foram em Macapá e quatro em Pedra Branca do Amapari.

Publicidade

Os detidos são suspeitos de tráfico de drogas, roubos e furtos cometidos a mando de uma facção. A ação foi coordenada pela Divisão de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (Draco).

Um dos alvos, segundo o delegado Estéfano Santos, da Draco, foi uma mulher de 28 anos que morava numa casa de “alto padrão” no bairro Infraero 2, na Zona Norte da capital. Ela é investigada por auxiliar criminosos em Oiapoque e ajudá-los na travessia para Guiana Francesa e Suriname.

“Tivemos que nos aproximar à paisana, de forma disfarçada, para não chamar atenção. Ela estava em um imóvel de alto padrão, localizado numa região um pouco mais modesta no bairro Infraero 2, mas com forte sistema de segurança. Conseguimos realizar a prisão no instante em que ela estava chegando no imóvel. O veículo dela foi apreendido e será levado para delegacia”, disse Santos.

Ainda de acordo com a Draco, novas prisões podem ser feitas no decorrer da operação.

Comentar

Comentar