Varios botes de rescate buscan a pasajeros de una embarcación turística que se hundió en el río Volga, en la región de Tatarstán, en el centro de Rusia, el domingo 10 de julio de 2011. El naufragio dejó al menos un muerto, dos lesionados y 15 desaparecidos, según autoridades. (AP foto/Servicio de prensa del Ministerio para Situaciones de Emergencia)

A Justiça Federal determinou a soltura, na quarta-feira (11), de um homem de 39 anos preso em setembro do ano passado por pilotar uma embarcação que partiu clandestinamente do Amapá em 28 de agosto e naufragou durante o trajeto para a Guiana Francesa.

Pelo menos 24 pessoas estavam no barco, das quais 17 nunca foram encontradas. Três corpos foram resgatados, além de outros quatro sobreviventes. Como não existia uma lista oficial de passageiros, a relação foi montada com as informações de familiares.

Publicidade

A soltura de José Cláudio Leão Sardo foi determinada pelo Tribunal Regional Federal da 1ª Região, através da Seção Judiciária de Oiapoque, município de onde partiu a embarcação.

Comentar

Comentar