Foi confirmada a morte cerebral, na tarde desta terça-feira (21), da jovem Jenyfer Silva Martins, de 20 anos, que foi violentada e agredida pelo adolescente de 17 anos que ficou conhecido como “Maníaco de Marituba”. Ela estava internada há 10 dias no Hospital Metropolitano de Urgência e Emergência (HMUE) em estado grave.

A informação da morte cerebral foi confirmada por familiares da jovem. Jenyfer foi abusada e agredida pelo adolescente na manhã do sábado (11), após ser ter sido atraída para uma emboscada ao lado da irmã dela, Jéssica Martins.

PUBLICIDADE / ADVERTENTIE

Na ocasião, o adolescente usou o mesma metodologia de abordagem que com diversas outras vítimas: ele entrou em contato com Jenyfer, por meio de WhatsApp, fingindo ser uma mulher que queria contratar serviços de manicure a domicílio.

Jenyfer foi até o local combinado, um posto no município de Marituba, acompanhada de irmã. Em seguida, o maníaco chegou e disse que levaria Jenyfer até a casa onde a mulher estaria esperando. Depois, voltou para buscar Jéssica.

As duas foram agredidas, mas Jéssica conseguiu fugir e buscar ajuda. Jenyfer foi encontrada em uma área de mata, inconsciente e gravemente ferida.

Veja também: Mais pessoas podem estar envolvidas com estupros e assassinato cometidos pelo “maníaco de Marituba” na cidade de Belém.

Fonte: Dol

Deixe seu comentário abaixo.

Comentar

Comentar

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui