Gabriela estava internada desde o último dia 18; caso veio a tona após divulgação de áudio em que médica manda a estudante comer secreção.

Publicidade

Estudante teve o intestino perfurado durante uma lipoescultura

A paciente que teve o intestino perfurado durante uma lipoescultura realizada pela médica Geysa Leal recebeu alta hospitalar nesta segunda-feira (13). A informação foi confirmada pela assessoria do Hospital Federal Cardoso Fontes.

A estudante de Educação Física Gabriela Nascimento Moraes, de 23 anos, estava internada na unidade de saúde desde o dia 18 de julho. Ela precisou ser submetida a duas cirurgias, uma delas para retirar parte do intestino.

Gabriela teve complicações causadas por um procedimento estético realizado por Geysa em uma clínica em Niteroi, na região metropolitana do Rio, no último dia 10 de julho. O caso da jovem veio a tona após a divulgação de um áudio em que a médica a manda comer secreções.

Nas mensagens, é possível ouvir a jovem se queixando que, ao comer uma sopa, o alimento saiu pela cicatriz. Em resposta, Geysa debocha e aconselha a estudante a “comer pra ver se é tomate, se é cenoura”.

Ela acrescenta “é agrião, daqui a pouco vai ficar uma salada de fruta ou sopa. Então vem aqui, eu vou ver direito, se você quiser, você come pra provar pra ver se é uma coisa ou outra”. No final do áudio, a médica pede desculpas e afirma que estava cometendo uma falta de respeito com a jovem.

Há uma semana, quando ainda estava internada, Gabriela prestou depoimento a agentes da 77ª DP (Icaraí), que foram até a unidade de saúde.

Fonte: R7

Comentar

Comentar