Passageiros do voo da ”InselAir”, procedente de Curaçao para o Suriname, tiveram que passar a noite no aeroporto internacional de Georgetown, na Guiana Inglesa.

Os pilotos foram obrigados a mudar o curso para o país vizinho ao Suriname por causa do mau tempo e do nevoeiro.
 
“Porque o Suriname se recusa a comprar um sistema de aterrizagem por instrumentos, e fica impossível em caso de nevoeiro ou mau tempo desembarcar no Aeroporto Internacional Johan Adolf Pengel”, disse Edward Heerenveen, chefe geral e de assuntos internacionais da ”InselAir”.

Publicidade

Devido a tempestade severa, os pilotos foram obrigados a se deslocar para Georgetown. O voo da ”InselAir” saiu de Curaçao na quarta-feira, 28 de janeiro, por volta das 22:00 hs e levou cerca de 12 hs para chegar ao Suriname, por causa da deficiência de operação por instrumentos.
Os passageiros postaram várias mensagens de indignação no Facebook, dizendo que não havia comida suficiente para todos, principalmente porque haviam mães que estavam viajando com bebês e não receberam acomodação adequada e que mesmo diante dos protestos, a tripulação teve que passar a noite no aeroporto e não em um hotel como seria o correto.  Nestas condições os passageiros foram obrigados a passar a noite na Guiana Inglesa. Segundo o representante da empresa aérea, os passageiros ficaram no aeroporto porque a ”InselAir” em sua política de serviços, só acomoda os passageiros em um hotel quando os pilotos são obrigados a mudar a rota devido a falhas técnicas, o que não se enquadra neste caso, que foi motivado pelas más condições meteorológicas.

Deixe seu comentário abaixo.

Comentar

Comentar