Os hospitais do Suriname lançaram um ultimato: será solicitado um pagamento adicional dos pacientes a partir de 4 de abril, se o Fundo Estatal de Saúde (SZF) não ajustar as taxas, conforme discutido anteriormente.

O aviso foi emitido pelo Conselho Hospitalar Nacional do Suriname (NZR), que já concluiu um acordo com o SZF no mês de fevereiro sobre o reajuste das tarifas. Os valores deveriam ser alterados com efeito retroativo a partir de 1º de janeiro de 2022.

Publicidade
Seis meses antes, houve uma reunião entre o NZR e o governo, onde ficou acordado que o atendimento a toda a sociedade estaria garantido e que todos os pagamentos adicionais que ocorrem nos hospitais deveriam deixar de existir.

Comentar

Comentar