O corpo do homem encontrado dentro de um barril de petróleo no último sábado, dia 28, na região de Domburg, no Suriname, foi identificado como sendo do colombiano Victor Enrique Serrato Novoa, de 32 anos. A vítima residia no país havia quatro anos, informaram as autoridades do país.

A polícia acredita que Victor foi morto e, em seguida, colocado no barril antes de ser atirado ao rio. Somente os pés dele estavam do lado de fora. Dentro do recipiente, as mãos da vítima estavam amarradas com uma corda. As autoridades acreditam que o crime tenha ocorrido no dia 25 de novembro.

De acordo com a investigação, Serrato havia sido feito refém por dois policiais falsos. Imagens colhidas pela perícia mostram a vítima sendo acompanhada por um homem com um Toyota Vitz, cinza. O dono do carro é o dominicano Abreu Ott Neftali. Não há vestígios dentro do automóvel. Ele está foragido.

Comentar

Comentar