No sábado (3), a polícia do escritório de Kwatta encontrou o corpo do empresário Moennoe Mubarak, de 66 anos, na sua casa em Steenbokstraat.

Após a equipe do escritório de Kwatta receber uma denúncia, os policiais foram até a casa de Moennoe para averiguar a situação. Ao chegar no local, a polícia encrontou o corpo do homem, junto da situação da casa, que aparentava ter sido invadida. Segundo o relatório da polícia, Moennoe teria morrido no dia 27 de novembro.

A polícia suspeita que o empresário tenha sido assassinado, a ligação para o escritório foi feita por um vizinho, após o filho da vítima pedir para que o vizinho checasse a situação do pai.

O corpo de Moennoe foi encaminhado pela polícia para autópsia. O caso foi transferido para o Departamento de Crimes de Capitais, que mantém as investigações.

Comentar

Comentar