O Ministério do Comércio, Indústria e Turismo (HI&T) pode publicar preços de mercadorias através do site da Covid-19. A medida de divulgar a sociedade e, assim, evitar que aconteçam aumentos desnecessários. Um acordo com fornecedores e importadores está sendo definido.

“O Ministério observou que os aumentos de preços não vêm de varejistas, mas de fornecedores e corretores. Temos muitas reclamações recebidas dos varejistas sobre a reação agressiva dos clientes devido às medidas de bloqueio e aos altos preços”, disse Stephen Tsang, titular da pasta.

Publicidade

Tsang também anunciou que o Serviço de Controle Econômico (ECD) adotará medidas rigorosas sobre os aumentos de preços. “Não permitiremos que se aproveitem desta situação”. As reclamações sobre cotação de preços podem ser enviadas para o número abreviado de 1940 da ECD ou via whatsapp 8530915.

“Pedimos que a sociedade abstenha de acumular mercadorias, pois isso levará à escassez, o que também levará a aumentos de preços. Basta observar que durante as primeiras medidas de bloqueio, as pessoas começaram a comprar papel higiênico em massa e outras coisas, mas isso não é necessário”, concluiu.

Foto: Arquivo LPM News

Deixe seu comentário abaixo.

Comentar

Comentar