Foto|: Agência Brasil

Não houve resposta das autoridades do Suriname à recente correspondência do governo da Guiana sobre a emissão atrasada de licenças de pesca prometidas. Também não foram discutidas as preocupações levantadas sobre outros desafios que os moradores enfrentam enquanto pescam no rio Corentyne.

No entanto, o ministro da Agricultura da Guiana, Zulfikar Mustapha, garantiu aos pescadores que exercem seu comércio nas águas do Suriname que eles têm o total apoio do governo e disse que uma resolução para a emissão de licenças de pesca continua sendo buscada.

“Ainda não ouvi nada… Espero que possamos chegar a um acordo porque estamos trabalhando para conseguir um acordo assinado para obter essas licenças para nossos pescadores. Ainda estamos lutando contra o assunto e espero que possamos obter uma resolução em breve”, disse Mustapha.

Essas prometidas 150 licenças de pesca SK permitirão que os pescadores da Guiana operem seu comércio nas águas do Suriname e neutralizarão o atual aluguel das licenças dos surinameses. “Estamos esperando que eles [Surinameses] emitam as licenças. Enviamos todas as informações que eles pediram”, reiterou.

Comentar

Comentar