Guardas florestais prenderam dois caçadores ilegais de tartarugas na reserva natural de Braampunt
Publicidade

Guardas florestais do Departamento de Manejo da Natureza (LBB) do Ministério de Política Fundiária e Manejo Florestal (GBB) prenderam dois caçadores ilegais de tartarugas na reserva natural de Braampunt, no distrito de Commewijne. Ao todo, 1.219 ovos do animal estavam em poder dos homens.

Junto com os caçadores, os guardas também encontraram um barco e uma máquina. Todo o material apreendido foi entregue à polícia de Geyersvlijt, onde foi registrado um boletim de ocorrência. A região é conhecida área de desova de tartatugas e, por isso, é mantida com segurança.

Publicidade

Praia de Braampunt

Braampuntstrand faz parte da área de manejo especial Noord Commewijne. A gestão desta região protegida está sob a responsabilidade do Lands Bosbeheer. É estritamente proibido perturbar as tartarugas marinhas, seus ninhos e praias de postura, segundo a legislação do Suriname.

Reserva natural de Braampunt

Também é proibido entrar nas praias sem autorização por escrito do Diretor do LBB. Possuir, comprar, vender, transportar, consumir ou oferecer ovos de tartaruga marinha é proibido pela lei de caça. Devido às medidas mais rígidas da Covid-19, Braampunt está fechado para terceiros.

 

Comentar

Comentar