The Fiat logo is seen on a Fiat vehicle displayed outside Chrysler World Headquarters during the FCA Investors Day in Auburn Hills, Michigan May 6, 2014. Fiat Chrysler pledged a breakneck expansion for Alfa Romeo and Jeep as the newly-merged group outlined long-awaited plans to transform itself into a global carmaking powerhouse within five years. REUTERS/Rebecca Cook (UNITED STATES - Tags: BUSINESS LOGO TRANSPORT EMPLOYMENT)

Criado 1984, grupo é o 7º maior da China e vendeu mais de um milhão de veículos das marcas Great Wall e Haval no ano passado.

grupo chinês Great Wall Motor indicou nesta segunda-feira (21) que está “interessado na aquisição” da montadora ítalo-americana Fiat Chrysler Automobiles (FCA), mas sem revelar se desejava comprar o conjunto da FCA ou apenas a marca Jeep.

Publicidade

“Estamos interessados em realizar esta aquisição (…) Vamos atuar de forma séria (para concretizar) nossa intenção de compra”, afirmou à AFP uma porta-voz da Great Wall, sétima montadora chinesa.

A Great Wall, criada 1984, vendeu mais de um milhão de veículos das marcas Great Wall e Haval no ano passado.

A FCA vende cerca de 4,5 milhões de carros e caminhonetes leves ao ano, de marcas como Jeep, Dodge, Ram, Alfa-Romeo e Maserati, bem como as duas marcas que dão nome à empresa.

O CEO da empresa, Sergio Marchionne, já disse várias vezes que gostaria de fundir a FCA com outras grandes empresas para alcançar melhor economia de escala.

Depois de rejeições da General Motors e da Volkswagen, Marchionne afirmou recentemente que focaria as atenções ao plano de negócio da FCA, em vez de procurar interessados na fusão.

Fonte: G1

Comentar

Comentar