O líder do partido Nacional do Suriname (Nationale Partij Suriname NPS) Gregory Rusland não está surpreso com a saída de Remy Pollack para o partido (NDP).

Rusland lamenta a saída de Pollack, mas no entanto, admite que “é a sua livre escolha.”

Publicidade

Desde junho de 2014, Pollack ocupa o cargo de comissário distrital (districtscommissaris dc) de Commewijne, depois de ter sido em abril de 2014, escolhido para está posição pelo presidente Desi Bouterse. Isto aconteceu depois que o partido Pertjajah Luhur (PL) foi posto para fora da coalizão governamental.

Quando Pollack decidiu aceitar o trabalho, ele então teve que assumir uma posição política. “Se o partido (NDP) conseguiu aliados dentro do partido (NPS) essa é a resposta de Pollack,” disse o líder do (NPS).

Pollack até sua nomeação como (dc) era secretário do conselho de administração do (NPS) e disse que mesmo após aceitar a nova posição, que continuaria no partido (NPS).

Durante uma reunião do partido (NDP) no sábado, 17 de janeiro, em Commewijne, Pollack disse que o presidente lhe deu a oportunidade de contribuir e por isso é grato ao Presidente Bouterse. “Eu amo o presidente e estou feliz no NDP”, disse Pollack.

Remy Pollack está convencido de que o (NDP) nas próximas eleições irá ganhar três lugares.

Nas eleições de 2010, o partido (NPS) não ganhou nenhum lugar em Commewijne, enquanto que o partido (PL) obteve dois assentos, o partido (NDP) um assento e o partido (VHP) também 1 assento.

Deixe seu comentário abaixo.

Comentar

Comentar