O serviço de abastecimento dos carros oficiais da polícia do Suriname foi restabelecido nos últimos dias, segundo informou a chefe do departamento de informação do Ministério da Justiça e Polícia, Ritfeld-Asontoe. Isso depois que débitos junto a Roy Boedhoe Enterprises NV foram normalizados.

“Na semana passada, descobriu-se que a polícia não poderia comparecer porque tinha pouca ou nenhuma gasolina. Isso criou um sentimento de insegurança e pânico entre os cidadãos, que contataram a polícia. As pessoas expressam sua opinião sobre isso, principalmente nas redes sociais”, disse.

Publicidade

Não é a primeira vez que a polícia fica sem combustível. Em junho de 2018, também aconteceu a mesma coisa. O governo, à época, tinha dívidas elevadas com a petroleira. Como resultado, o fornecimento foi interrompido e as viaturas tiveram que ficar nas garagens.

 

Comentar

Comentar