Armand Achaibersing — Foto: Luiz Paulo

O Ministério da Fazenda e Planejamento do Suriname aperfeiçoará a política de isenção de impostos de importação. Isso levará a uma política de isenção mais justa em favor dos importadores e produtores locais, segundo o governo do país.

A isenção de impostos de importação se aplica a todos, inclusive empresários, que atendam aos requisitos legais. A análise dos dados levou à suspeita de que essas instalações podem ter sido mal utilizadas. “

Publicidade

Por exemplo, bens importados são usados ​​de forma diferente do especificado ao solicitar a isenção. Isso prejudica a posição competitiva do produtor local, entre outros”, disse o governo.

A atual política de isenção custa à sociedade, em média, pelo menos 2 bilhões de SRD por ano. A política renovada deve garantir que as isenções sejam usadas de forma justa com o objetivo de fortalecer a posição dos produtores e exportadores.

O ministro Armand Achaibersing indica a importância de melhorar a política de isenções: “O que importa é que as isenções sejam usadas para beneficiar a economia. São esforços como esse que eventualmente levam a essa economia saudável sobre a qual continuamos falando”, adiantou.

“Não nos apressamos e envolvemos todas as partes interessadas antes que as decisões sejam tomadas. É importante que os importadores que se qualificam para isso e principalmente os produtores locais se beneficiem da política aprimorada”, completou.

Comentar

Comentar