O Ministério do Comércio, Indústria e Turismo (HI&T) devido o grande número de reclamações recebidas, está intensificando o trabalho de fiscalização em pontos comerciais do Suriname. 

Desta vez, a equipe composta por técnicos do Departamento de Pesos e Medidas, fiscais do Departamento de Saúde Pública e homens da polícia e do exército visitaram lojas e supermercados no distrito do Para no sábado, 21 de outubro.

Publicidade

Em vários estabelecimentos comerciais do distrito do Para, a equipe de fiscalização do governo encontrou irregularidades nos preços abusivos cobrados pelos comerciantes desonestos que estavam explorando os consumidores. Em supermercados de Powakka, Kennedyweg e Meursweg, os fiscais identificaram abuso de preço na venda de açúcar branco que estava sendo vendido a SRD 8,50 enquanto o preço máximo determinado pelo governo é de SRD 7,50 por quilo do produto. O açúcar mascavo estava sendo vendido a SRD 7,5O em vez de SRD 6,50. O preço cobrado por 1 kg de batatas era de SRD 6,50 quando o preço tabelado e aprovado pelo governo é de SRD 4,50. Em um supermercado os fiscais encontraram produtos químicos que só podem ser comercializados em locais licenciados e o comerciante teve que remover o produto das prateleiras.

“As ações realizadas por iniciativa do governo, visam proteger os consumidores neste difícil momento econômico contra o abuso de preços e outras práticas maliciosas por parte dos comerciantes”, informou o Instituto Nacional de Informação (NII). Além das advertências aos infratores, os empresários também foram multados e advertidos que se forem apanhados novamente na pártica de irregularidades poderão ter suas licenças canceladas.

Foto: NII

Deixe seu comentário abaixo. 

Comentar

Comentar