— Foto: CDS

Um dos setores mais atingidos pela Covid-19, representantes Gaming Board estiveram reunidos com o presidente do Suriname, Chan Santokhi. Eles pedem alternativas ao chefe de estado, já que cassinos e casas de jogos de azar seguem sem receita desde o começo da pandemia.

“Antes de prosseguir com a reabertura das atividades neste setor, o governo gostaria que tudo estivesse em ordem no que diz respeito ao cumprimento das normas e medidas de higiene promulgadas”, disse o presidente Chandrikapersad Santokhi durante a reunião.

Publicidade

Santokhi ainda reiterou que os cassinos permanecerão fechados. Mauro Tuur, presidente do Gaming Board, detalhou o cenário e as dificuldades enfrentadas pelos empresários do setor. “Os funcionários do setor estão sem renda há meses. Além disso, há uma série de empresas fornecedoras que são afetadas pela inatividade”.

Uma nova reunião deve acontecer nas próximas semanas para reavaliação do cenário no Suriname após análise do serviço de saúde do país. “A situação será discutida de uma perspectiva médica e social. No mesmo dia, o governo também fará consultas a outros setores, como o setor médico e a indústria hoteleira”, disse Santokhi.

Comentar

Comentar