A Fundação Help A Star, organização liderada pela nadadora surinamesa, Xiomara Getrouw, quer ensinar técnicas de natação de sobrevivência para deficientes auditivos e visuais. Neste contexto, a organização visitou o Presidente Chandrikapersad Santokhi na terça-feira, 22 de novembro. A Fundação  informou o chefe de estado sobre seus planos e atividades. 

O Suriname ocupa o 29º lugar em taxa de afogamento no país, segundo dados da Organização Mundial da Saúde (OMS). Trouw viajou ao Suriname com sua equipe, especialmente para atingir seu objetivo: ensinar técnicas de sobrevivência a jovens surdos e cegos e, assim, evitar afogamentos.

A Help A Star está registrada na Holanda e tem o status de instituição de utilidade pública (ANBI), o que se enquadra na missão da organização. Além disso, a equipe realizou dois projetos no país Lesoto (país da África do Sul), em 2016 e 2017. Help A Star atraiu a atenção do príncipe Seeiso de Lesoto. 

O presidente Chandrikapersad Santokhi agradece à organização por tomar a iniciativa de ensinar as técnicas a grupos no Suriname. “Esta é uma grande contribuição para o Suriname em geral e especialmente para crianças com deficiência. Professores, pais e participantes vivenciam isso muito bem.” O chefe de Estado está satisfeito com o envolvimento de crianças do interior no projeto. Trouw explica que a Help A Star é uma organização internacional que quer realizar um projeto ainda maior no Suriname no ano que vem. “Porque nasci no Suriname e é bom retribuir ao país, à comunidade de onde você vem”, explica ela.

 

Comentar

Comentar