Os funcionários das creches governamentais que estavam em greve, decidiram na quinta-feira, 26 de fevereiro, no edifício (ABO) que voltarão  ao trabalho na sexta-feira 27 de fevereiro.

Os funcionários das creches governamentais estão desde segunda-feira, 23 de fevereiro em greve. “Trata-se de  trinta trabalhadores das creches governamentais que no mesmo dia foram despedidos e, portanto, não puderam participar desta greve “, disse Joyce Watson, presidente da Associação de Servidores Públicos (BLC Bond Landsdienaren Créches), referindo-se aos funcionários das creches que na terça-feira, 24 de fevereiro não participaram da greve.

O Ministério dos Assuntos Sociais e da Habitação, comemorou na terça-feira o seu jubileu e segundo Watson na segunda-feira, 2 de março vai acontecer uma reunião entre o Conselho de Administração da (BLC) e o Ministro de Relações do Interior. “Os maus-tratos de alguns trabalhadores das creches do governo e uma instalação incorreta no sistema Fiso” levaram a (BLC) à entrar em greve. Além disso, os funcionários das creches que trabalham à mais de 33 anos não foram convidados para a festa do jubileu. “Se não for tomada uma decisão satisfatória na segunda-feira, vamos nos reunir de novo imediatamente para fazermos novos acordos”, disse Watson.

Deixe seu comentário abaixo.

Comentar

Comentar