Iamgold/Rosebel

Os trabalhadores da Rosebel Goldmines retomaram ao trabalho no Suriname. Um acordo coletivo de trabalho (CLA) foi assinado entre a administração e a Rosebel Employee Organization (RGWO) para um aumento salarial de 107%. As instalações secundárias dos trabalhadores também foram ajustadas em 100%. 

Em contato com a reportagem, os trabalhadores indicaram que desejam “dar à administração e à organização de funcionários a oportunidade de negociar mais. A administração cooperou na proposta do novo acordo coletivo de trabalho. Este pacote foi apresentado aos membros e ficou bom para ambas as partes”, declarou um trabalhador.

Publicidade

A greve

Os trabalhadores da Rosebel Goldmines pararam de trabalhar alegando várias divergências com a administração em relação ao sindicato. Segundo ele, acordou não foram honrados. “Os próprios trabalhadores já haviam tomado a iniciativa de agir, pois já estavam fartos de esperar que a direção finalizasse as negociações coletivas”, concluiu, o sindicato.

 

Comentar

Comentar