Franceses conquistaram seu segundo mundial, vinte anos depois

Em jogo muito movimentado e cheio de emoção, a França tornou-se bicampeã mundial ao vencer a Croácia por 4 a 2 na final da Copa do Mundo de 2018, neste domingo, no estádio Lujniki, em Moscou.

Publicidade

Os franceses saíram na frente com gol contra de Mandzukic, após bola levantada na área, aos 18 minutos. Aos 28, Perisic empatou em grande jogada após pressão croata. De pênalti, a França fez 2 a 1 no primeiro tempo com Griezmann.

No segundo tempo, Pogba e Mbappé marcaram com chutes de fora da área aos 14 e 20 minutos. Aos 24, Mandzukic ainda descontou para os croatas.

Em sua terceira final em 20 anos, os franceses conquistaram o segundo mundial: em 1998 e 2018. O time ainda tem o vice-campeonato de 2006, após derrota nos pênaltis para a Itália.

Ele foi o primeiro não-europeu a apitar uma decisão de Mundial, em 1982, na Espanha, e pioneiro na atividade de comentarista de arbitragem na TV brasileira.

Pelé parabeniza Mbappé

Kylian Mbappé fez história ao marcar um gol na vitória da França contra a Croácia por 4 a 2. Com isso, ele foi o segundo jogador em 88 anos de Copa ao deixar sua marca na final com menos de 20 anos. O outro: Pelé. E ele ganhou o reconhecimento do rei do futebol. Pelo Twitter, o brasileiro desejou ao francês que ele seja “bem-vindo ao clube”. “É ótimo ter sua companhia”, escreveu.

O atacante Kylian Mbappé foi eleito a revelação da Copa do Mundo de 2018 neste domingo, e, de quebra, foi campeão mundial com a seleção francesa.

O jovem de 19 anos de idade já era destaque no futebol europeu, mas encantou o mundo com sua velocidade e habilidade durante a competição na Rússia, qualidades somadas a um ótimo comportamento e espírito de liderança em uma das mais tradicionais seleções do mundo.

Fonte: Veja

Comentar

Comentar