Jairon, de 14 anos, foi encontrado morto na Bélgica. — Foto: reprodução / Redes sociais

Filho de mãe surinamesa, Jairon, de 14 anos, foi encontrado morto em uma casa de Turnhout, na Bélgica, na última sexta-feira (25). O adolescente estava na casa do pai com outras cinco pessoas. Os suspeitos foram presos e compareceram perante o tribunal nesta quinta (3). De acordo com as investigações, o corpo do jovem estava há quase dois meses na casa quando foi encontrado.

Segundo a mãe de Jairon, que não teve a identidade revelada, ela possui três filhos com o ex-companheiro e todos estavam com ele. Ela tentou entrar em contato com os filhos várias vezes, mas era ignorada pelo pai.

Publicidade

No dia 15 de fevereiro, ela acionou a polícia, que enviou uma patrulha para a casa em que o homem estava, em Turnhout.

Durante ação policial no imóvel, a polícia encontrou o corpo de Jairon em cima de uma cama. A investigação sobre o caso apontou que o jovem havia morrido no dia quatro de janeiro, quase dois meses antes de ser encontrado. Os outros irmãos passam bem.

Segundo os oficiais, a suspeita é de que o menino ficou doente e os moradores de Turnhout, holandeses muito religiosos de ascendência surinamesa, tentaram curá-lo por métodos espirituais, sem médicos e remédios.

A Uma autópsia foi realizada no corpo, mas ainda não se sabe a causa a morte do menino, que terá o funeral no próximo sábado (5).

O pai e os outros cinco que estavam na casa foram presos por suspeita de retenção de cuidados, que resultou em morte e negligência culposa. Os seis suspeitos sabiam que Jairon havia morrido. De acordo com o Ministério Público de Antuérpia, o menino morreu “porque não o ajudaram ou não ajudaram o suficiente quando ele precisou de ajuda”.

Comentar

Comentar