Máximo Kirchner tem 38 anos e irá se candidatar pela província de Santa Cruz, no sul do país.

O filho da presidente da Argentina Cristina Kirchner, Máximo Kirchner, de 38 anos, pretende seguir a carreira de seus pais e entrar na política. Ele deve se candidatar ao cargo legislativo de deputado federal nas eleições que acontecem no segundo semestre deste ano. A agência de notícias oficial, Telam, reportou no sábado que Máximo Kirchner irá se candidatar pela província de Santa Cruz, no sul do país. Ele ainda precisa passar pelas eleições primárias em agosto, para ir ao pleito geral, que acontece em outubro.

Publicidade

Esta será a primeira candidatura de Máximo Kirchner. Entretanto, ele ganhou experiência política nos últimos anos, ao trabalhar com o grupo militante La Campora, que reúne os jovens kirchneristas e apoia a política de sua mãe e de seu pai, Nestor Kirchner. A presidente Cristina Kirchner, entretanto, deixará o poder em 10 de dezembro sem disputar um novo cargo público.

Nesta semana, o atual governador da província de Buenos Aires, Daniel Scioli, se tornou o único pré-candidato nas primárias do partido governista da Argentina que, em agosto, escolherá quem disputará a Presidência do país. O rival de Scioli, o ministro Florencio Randazzo, se retirou da disputa. O governador lidera as pesquisas e conta com o apoio da presidente Cristina Kirchner. A decisão de Randazzo foi comunicada pelo chefe de gabinete, Aníbal Fernández, depois que Scioli escolheu na terça-feira Carlos Zannini, homem de extrema confiança de Cristina, para fazer parte de sua chapa, como candidato à vice-presidente.

Deixe seu comentário abaixo.

Fonte: Veja

Comentar

Comentar