Ao contrário de relatórios anteriores do governo do Suriname, a exigência de visto para visitantes do Suriname ainda não foi abolida. O anúncio foi feito na quinta-feira pelo consulado-geral do Suriname em Amsterdã.

O ministro das Relações Exteriores do Suriname, Albert Ramdin, anunciou em meados de abril que os residentes de mais de vinte países poderão viajar para o Suriname sem visto a partir de 1º de maio. No entanto, esses viajantes ainda tiveram que pagar 50 euros para entrar no país.

Publicidade

Na quinta-feira, porém, chegou a notícia de que a abolição da exigência de visto foi suspensa. Uma razão clara para isso ainda não foi dada. Também não está claro quando será possível viajar sem visto para o Suriname.

Um dos objetivos da abolição da exigência de visto era atrair mais turistas. O Suriname poderia usar algum dinheiro extra, porque o país ainda está em processo de pagamento da alta dívida deixada pelo governo de Bouterse.

Com exceção da Holanda, a exigência de visto seria abolida para viajantes de, entre outros, Bélgica, França, Inglaterra, Aruba, Curaçao, Estados Unidos, Canadá e China.

Comentar

Comentar