Park Geun-hye, que governou Coreia do Sul entre 2013 e 2017, já havia sido condenada a 24 anos de cadeia por corrupção. Ela nega irregularidades

A ex-presidente sul-coreana Park Geun-hye foi condenada a mais oito anos de prisão nesta sexta-feira (20) após ser declarada culpada de causar perda de fundos do governo e interferir nas eleições parlamentares de 2016. As informações são da agência de notícias Reuters.

Publicidade

O tribunal em Seul determinou que Park — que governou a Coreia do Sul entre 2013 e 2017 e já havia sido condenada a 24 anos de prisão por corrupção — se uniu a seus assessores para causar a perda de 30 bilhões de wons (aproximadamente R$ 101 mi) da Agência Nacional de Inteligência.

Ela também foi culpada por interferir na seleção de candidatos do principal partido da Coreia do Sul para as eleições parlamentares.

Park Geun-hye, de 66 anos, negou qualquer irregularidade e não esteve presente na corte. Ela respondeu por suborno, abuso de poder e coerção.

Fonte: R7

Comentar

Comentar