O embaixador do Brasil em Paramaribo, Marcelo Baumbach, participou, no dia 09 de outubro último, a convite do ministro da Saúde do Suriname, Patrick Pengel, da inauguração da unidade de diagnóstico de malária, na localidade de Papatam, no Albina.

A iniciativa foi criada pelo Programa de Malária do Ministério da Saúde do Suriname (MoH-MP) e tem como objetivo principal eliminar a malária no país. 

Publicidade

A unidade pretende atender principalmente a comunidade que atua no setor de mineração de ouro, em sua grande maioria brasileiros, que regularmente pernoitam entre os intervalos das viagens para os garimpos localizados principalmente na Guiana Francesa. Neste posto em breve também estarão sendo realizados testes de HIV e Leishmaniose.

Além do Ministro da Saúde Patrick Pengel, participou também da inauguração a Doutora Helene Hiwat, Coordenadora do Programa de Eliminação de Malária do Suriname, o Doutor Gustavo Bretas, Epidemiologista da Organização Pan-Americana de Saúde (OPAS) no Suriname e a Senhora Gisele Stienstra, Assistente Técnica do Núcleo de Cooperação da Embaixada.

O Ministro Patrick Pengel expressou em discurso seu contentamento com a inauguração da unidade de teste de malária naquela região. Salientou que o direito à saúde é para todos, inclusive para os que trabalham em regiões de garimpo.

Na conclusão do evento, o Embaixador Marcelo Baumbach parabenizou o governo surinamês pela importante iniciativa e pelo empenho do Programa de Eliminação da Malária do Ministério da Saúde, que leva em consideração a necessidade de assegurar a todos os cidadãos a disponibilidade de diagnóstico e de tratamento da malária. Para o público presente de nacionalidade brasileira, o Embaixador brasileiro ressaltou os benefícios da inauguração da unidade de diagnóstico de malária em Papatam, que conta com profissionais de nacionalidade brasileira para realizar os testes mencionando também a importância de que o tratamento seja completado adequadamente.

[ot-video type=”vimeo” url=”https://vimeo.com/142027094″]

Deixe seu comentário abaixo.

Comentar

Comentar