Marie Levens — Foto: Luiz Paulo

“Faz parte do fornecimento de pacotes pedagógicos aos alunos e o lançamento de programas educativos no rádio e na televisão”, disse a ministra Marie Levens, da Educação, Ciência e Cultura (MINOWC), ao se referir ao ensino virtual aos alunos do Suriname.

“Além disso, isso também se enquadra no processo de renovação, onde o ensino em sala de aula não será mais a norma”, completou. Por conta da pandemia, o Ministério da Saúde recomendou a diminuição do fluxo de pessoas, já que essa é a maior forma de contágio da Covid-19.

Publicidade

“Como resultado, o MINOWC manteve a oferta de educação, onde os alunos aprendem em casa. Não podemos operar imediatamente no nível dos países desenvolvidos. Trabalhamos com os recursos disponíveis e buscamos sempre inovar”, afirmou a ministra.

As crianças agora têm que trabalhar de forma independente em casa, com o material didático que receberam da escola com instruções e atribuições do professor. Em alguns casos, o professor usa o WhatsApp ou, se disponível, por meio de aulas online.

Comentar

Comentar