Mercado segue atento a turbulências políticas no Brasil e juros nos EUA. Na véspera, moeda norte-americana avançou 1,39%, cotada a R$ 3,5374.

O dólar opera em baixa nesta sexta-feira (7), mas acima do patamar de R$ 3,50, que foi rompido na véspera, em meio à contínua deterioração do cenário político e econômico brasileiro e após divulgação de dados fortes sobre emprego nos EUA, que fortaleceram a tese de que os juros subirão no mês que vem na maior economia do mundo.

Publicidade

Às 10h49, a moeda norte-americana recuava 0,11%, a R$ 3,5334 na venda, após subir nas últimas seis sessões, acumulando valorização de 6,25%. Veja a cotação.

Por outro lado, o fato de o Banco Central ter aumentado sua intervenção no câmbio neste mês, após intenso avanço da moeda norte-americana, motivava algumas vendas de divisa.

Na véspera, o dólar avançou pela 6ª sessão seguida e subiu 1,39%, cotada a R$ 3,5374 – maior cotação desde 5 de março de 2003, quando fechou a R$ 3,555.

Na semana e no mês, o dólar acumula alta de 3,29%. No ano, há valorização de 33,05%. Nas seis altas consecutivas, o dólar subiu 6,25%.

A forte alta da véspera refletiu na cotação nas casas de câmbio na quinta-feira, que vendem o dólar turismo, valor que é sempre maior que o divulgado no câmbio comercial.Nas casas de câmbios pesquisadas pelo G1, o dólar chegou a R$ 3,97.

O movimento de alta do dólar se acentuou nos últimos dias devido ao acirramento da crise política no país, que está dificultando ainda mais a aprovação no Congresso de medidas de ajuste fiscal.

Deixe seu comentário abaixo.

Fonte: G1

 

Comentar

Comentar