— Foto: Luiz Paulo
Publicidade

A Assembleia Nacional (DNA) do Suriname aprovou e prorrogou por seis meses o conjunto de medidas urgentes para combater e prevenir a Covid-19. A Lei de Execução de Situação Excepcional foi sancionada com 43 votos dos parlamentares na última sexta-feira, dia 7.

O presidente da Assembleia, Marinus Bee, destacou que “todos os esforços foram feitos pelo parlamento para aprovar esta lei”. O vice-presidente Ronnie Brunswijk garantiu que “o governo promulgará a lei com grande vigor. Tivemos as ferramentas para começar a trabalhar no Covid-19”, disse.

Publicidade

Brunswijk também mencionou as dificuldades enfrentadas pelas empresas ao longo da pandemia. “Muitas empresas que faliram e vários grupos como proprietários de barcos, taxistas e outros serão acomodados”, adiantou. A proposta da lei foi apresentada em 27 de julho pelo parlamento.

Comentar

Comentar