A diretora executiva do BID, Banco Interamericano de Desenvolvimento, para o Brasil e Suriname, Marta Seiller, destacou a importância dos investimentos e parcerias do setor privado nos projetos de saneamento no países.Marta Seiller afirmou que o setor privado é quem de fato está transformando as políticas públicas no Brasil e no Suriname. Durante participação nesta quarta-feira em um painel do Congresso Mercado Global de Carbono – Descarbonização & Investimentos Verdes, que acontece no Rio de Janeiro, a diretora lembrou que o país precisa avançar nessa parceria também para a drenagem na área do saneamento.

O painel discutiu soluções para diminuir emissões de carbono no setor.  O presidente da Águas do Rio, concessionária responsável pelo abastecimento de água e esgotamento sanitário em 27 municípios fluminenses, Alexandre Bianchini, afirmou que a empresa está comprometida em zerar as emissões dentro do prazo de concessão.

Publicidade

Jônathas Assunção, Secretário Executivo Casa Civil, moderador do painel, afirmou que o governo brasileiro trata o saneamento como assunto estratégico, prioritário e que a transição para uma economia de baixo carbono demanda ações específicas com esforços coordenados entre os diversos ministérios. Assunção destacou que o país tem um desafio a enfrentar com o crescimento significativo nos últimos anos das emissões de gases de efeito estufa no setor de resíduos sólidos.

Comentar

Comentar