Como resultado dos recentes perigos em torno da ex-ministra Roline Samsoedien, do Planejamento Territorial, Gestão de Terras e Florestas (ROGB), ela imediatamente disponibilizou seu cargo para o Presidente da República do Suriname, Desiré Bouterse, e ele aceitou a renúncia.

PUBLICIDADE

A razão imediata para demissão de Samsoedien, foi em decorrência da investigação envolvendo o seu filho que é suspeito de ter cometido abuso sexual contra uma menor de idade.

No início deste mês, o ministro da Agricultura, Pecuária e Pesca (LVV), Lekhram Soerdjan, também disponibilizou o cargo. Ele tinha diferenças de opinião em relação à implementação de políticas públicas. No entanto, ele foi autorizado pelo presidente para realizar seu pedido de demissão.

Foto: Arquivo LPM

Deixe seu comentário abaixo.