Foto: APA

A APA, com sede em Houston, aumentou as estimativas de petróleo no local para o bloco offshore 58 do Suriname, que faz fronteira com o empreendimento Stabroek, na Guiana.

“Com mais informações e análises, estamos aumentando nossa estimativa do recurso conectado no local, em uma única zona em Sapakara South 1, para mais de 400 milhões de barris”, disse o CEO John Christmann durante o quarto trimestre e o ano inteiro da empresa. Resultados de 2021 na terça-feira.

Publicidade

“Estamos ansiosos por avaliações adicionais que devem aumentar ainda mais o recurso estimado em Sapakara South”, acrescentou o executivo. A APA anunciou um teste de fluxo bem-sucedido em Sapakara South em novembro.

Em suas finanças, a empresa destacou um orçamento de investimento de capital upstream para 2022 de US$ 1,6 bilhão, dos quais US$ 200 milhões são para atividades de exploração e avaliação, principalmente no Suriname, com gastos semelhantes planejados para 2023-24.

“Se nós FID [decisão final de investimento] quaisquer descobertas no bloco 58 durante os próximos três anos, o capex planejado aumentaria modestamente, já que 75% de nossa avaliação e desenvolvimento serão financiados por nosso parceiro”, disse Christmann.

A TotalEnergies é a operadora do bloco 58, com 50% de participação, enquanto a APA detém os 50% restantes. Na terça-feira, as duas empresas relataram uma descoberta no bloco 58 do poço de exploração Krabdagu-1. A outra participação da APA no Suriname é uma participação de trabalho de 45% no bloco offshore 53, onde uma perspectiva de exploração deve ser iniciada em março.

 

Comentar

Comentar