Foto: Trans Guyana

Nesta semana, a Trans Guyana Airways aumentou seus voos entre Georgetown-Ogle e Lethem, no extremo noroeste da Guiana, na fronteira com o Brasil. A empresa passou de 8 para 12 voos semanais, acrescentando operações às terças, quartas, quintas e sábados. Todos os serviços são operados em aeronaves Beechcraft 1900D com capacidade para 19 passageiros, dando à rota uma oferta de 456 lugares por semana.

Lethem é a segunda maior cidade da Guiana. Recentemente foi inaugurada uma nova pista pavimentada com 1.800 metros de extensão, que permite a operação de aeronaves de porte maior. A próxima fase será a construção do terminal, que o governo da Guiana pretende transformá-lo em um hub regional.

Publicidade

Por sua vez, o Aeroporto Internacional Eugene F. Correia é o mais próximo do centro de Georgetown, com infra-estrutura que lhe permite atender aeronaves turboélice ATR 42/72 e Dash 8.  A pequena companhia aérea, de 66 anos, é a mais importante no mercado nacional da Guiana. Possui uma frota de 6 Cessna Grand Caravans e três Beechcraft 1900Ds. Paramaribo, no Suriname, é seu único destino internacional regular.

Suas operações esporádicas para Boa Vista no Brasil foram encerradas em 26 de maio devido à proximidade e melhores preços de Lethem. No mercado nacional, destacam-se Kaikan e Kaieteur, pois são os dois destinos com maior fluxo turístico na Guiana. Além disso, possui 18 destinos para diferentes comunidades do país que não têm acesso por terra.

 

Comentar

Comentar