A participação do Centro Cultural Brasil Suriname (CCBS) teve como objetivo transmitir informações sobre os Programas de Estudantes-Convênio de Graduação (PEC-G), Pós-Graduação (PEC-PG), Certificado de Proficiência em Língua Estrangeira (Celpe-Bras) bem como atividades do CCBS aos estudantes surinameses.

A feira que contou com a participação do ministério da educação, diversas embaixadas e organizações internacionais no Suriname aconteceu na sexta-feira (13) na sala de exposições do KKF, em Paramaribo.

Publicidade

A ministra Lilian Ferrier, do Ministério da Educação, Ciência e Cultura, abriu a feira ressaltando a importância que a feira oferece aos estudantes surinameses que desejam estudar fora do país. “A vida fora das fronteiras contribui para o desenvolvimento da pessoa. Ao comunicar-se com outras pessoas no exterior, você define o padrão para si mesmo”, disse a ministra Lilian Ferrier. A ministra é da opinião de que as pessoas devem continuar a aprender e com base nisso, possam fazer bom uso das oportunidades que estão disponíveis.

O Embaixador do Brasil no Suriname, Exmo. Laudemar Gonçalves de Aguiar Neto, observou que a educação e a cultura caminham de mãos dadas como base para o desenvolvimento sustentável em todos os países. Em seu discurso o Embaixador Laudemar Aguiar, chamou a atenção para a importância de haver mais cooperação entre os países para que mais oportunidades possam ser oferecidas aos alunos. Nancy Robertson, representante da OEA no Suriname, também sublinhou a importância da feira. Segundo ela, o objetivo é oferecer uma plataforma para os alunos descobrirem quais são as oportunidades internacionais.

Em entrevista ao Instituto Nacional de Informação (NII), a ministra da Educação, Ciência e Cultura, também defendeu a necessidade de bolsas de estudos no campo da arte e da cultura e pediu aos compatriotas e principalmente aos jovens surinameses que ampliem suas fronteiras. “O que você recebe em troca é inacessível”, disse a ministra em seu discurso de abertura da Feira Internacional de Bolsas de Estudo.

A Feira Internacional de Bolsas de Estudos foi realizada graças aos esforços do Ministério da Educação, Ciência e Cultura, da Embaixada do Brasil e da Organização dos Estados Americanos (OEA). A comunidade diplomática também fez uma contribuição substancial para esta importante plataforma de conhecimento e informação para os estudantes.

Deixe seu comentário abaixo.

Comentar

Comentar