Os cinco brasileiros faziam parte de um grupo de 22 pessoas e tinham pagado para poderem ser conduzidos ilegalmente por ‘coiotes’ nas trilhas entre os dois países.

Policiais do Estado de Tamaulipas, no norte do México, interceptaram cinco brasileiros e outras dezessete pessoas de outras nacionalidades, entre elas sete crianças, tentando entrar ilegalmente nos Estados Unidos. O Grupo de Coordenação de Tamaulipas, formado por órgãos de segurança federais e estaduais, indicou em comunicado que os imigrantes foram detidos em três operações realizadas nos municípios de Reynosa, Novo Morelos e Matamoros, após denúncias.

Publicidade

No total, foram 22 pessoas detidas pelos agentes. Além dos cinco brasileiros, estão no grupo doze hondurenhos e cinco salvadorenhos. Segundo a investigação, eles pagaram para os chamados ‘coiotes’ para poderem ser guiados pelas trilhas que atravessam a fronteira do México com os EUA. “Essas pessoas foram flagradas em agrupamentos de coiotes e esperando o momento para poder atravessar a fronteira dos Estados Unidos”, indicaram as autoridades mexicanas no comunicado. “Os estrangeiros receberam atendimento necessário. Depois foram colocados à disposição do Instituto Nacional de Migração para receberem assistência diplomática e garantirem um retorno assistido aos seus países”, relata a nota. Os detidos não tiveram suas identidades reveladas pelas autoridades.

O governo do México implementou em maio de 2014 uma nova estratégia de segurança em Tamaulipas, utilizando de mais agentes federais no combate ao crime e à imigração ilegal no Estado. A cada ano, milhares de imigrantes ilegais tentam cruzar a fronteira rumo aos EUA em busca de melhores oportunidades de vida, mas durante a travessia pelo México correm o risco de caírem nas mãos do crime organizado.

Deixe seu comentário abaixo.

Fonte: Veja

Comentar

Comentar