Segundo ‘The Washington Post’, famílias ficaram detidas por mais tempo do que determinado pela lei em instalações semelhantes a tendas até serem deportadas

Mais de 50 brasileiros passaram entre 15 e 25 dias presos pela polícia americana em instalações semelhantes a tendas na fronteira entre os Estados Unidos e o México, informou o jornal The Washington Post nesta terça-feira 5. Entre os detidos havia famílias, incluindo muitas crianças.

O período em que o grupo ficou preso é muito superior ao prazo máximo de 72 horas determinado pelas autoridades dos Estados Unidos para a detenção de migrantes nos abrigos da fronteira. O limite foi estabelecido para evitar a superlotação.

O Ministério das Relações Exteriores brasileiro disse que os migrantes ficaram na cidade de El Paso, na fronteira do Texas com o México, até serem deportadas para Belo Horizonte em 25 de outubro.

As famílias brasileiras fazem parte de um grupo de cerca de 70 brasileiros deportados dos Estados Unidos no mês passado. Como os registros de prisão por imigração ilegal não são públicos, é impossível saber exatamente quando cada migrante tentou entrar no país, mas estima-se que a maioria tenha tentado cruzado a fronteira no final de setembro ou início de outubro.