O Itamaraty acompanha o caso de uma brasileira que foi agredida pelo noivo na Itália no mês de junho. Caroline Paiva de Souza tem 26 anos e, relatou ter ficado um mês internada no Centro de Terapia Intensiva (CTI) de um hospital italiano.

A agressão aconteceu na cidade de Palermo, região da Sicília, na Itália, no início de junho. Caroline teve traumatismo craniano e ossos quebrados pelo agressor.

A brasileira morava com a família na cidade de Alfenas (MG), mas há mais de dois anos mudou-se para a Itália, para estudar e trabalhar como DJ. Em 2020, ela e o namorado de 30 anos, que é italiano, ficaram noivos e planejavam se casar em dezembro.

Segundo Carolina, o crime aconteceu após uma viagem juntos para a casa da família do noivo, enquanto retornavam de táxi. Não havia histórico anterior de violência entre o casal.

“Ele começou a falar que estava ficando nervoso, que precisava parar para rezar. Pediu ao taxista que parasse o carro para que ele encontrasse uma igreja e me pediu para ir junto. Quando chegamos próximo a um estacionamento que não tinha ninguém, ele me pegou pelo pescoço. Tentou quebrar duas vezes”, contou Caroline.

Comentar

Comentar