Na segunda-feira (15) a Brigada de Incêndios continuava com os intensos trabalhos para extinguir o incêndio e parar com a fumaça e o mau cheiro no local.

O Corpo de Bombeiros está enfrentando vários desafios para combater o incêndio no local como o suprimento de água e a falta de tratores e escavadeiras para auxiliar no trabalho manual dos bombeiros.

O vento forte que também muda de direção de repente e as chuvas próximas, tornam o trabalho dos bombeiros mais difícil do que já é, as espessas nuvens de fumaça também causam muitos inconvenientes.

Publicidade

‘Trabalhamos em um revezamento de turnos no combate ás chamas, mas o fogo não está apenas na superfície e precisamos do auxílio de máquinas pesadas para chegar ao foco. São cerca de cinco grupos de 10 pessoas por dia e tentamos impedir que eles sejam expostos à fumaça e gases potencialmente perigosos por muito tempo”, disse um dos coordenadores do trabalho de combate ao incêndio no lixão de Ornamibo.

Equipes de trabalhadores de Paramaribo e também de outros distritos, estão dando apoio as ações do Corpo de Bombeiros, mas segundo os próprios bombeiros, as montanhas de lixo às vezes têm dez metros de altura e os trabalhadores correm o risco de serem engolidos se pisarem em uma área que pode ceder, especialmente à noite.

Quando a extinção estará terminada, ainda não pode ser determinado.“Eu não posso dizer amanhã ou depois de amanhã. Estamos fazendo o nosso melhor. Talvez leve mais uma semana. Depende das condições meteorológicas e do abastecimento de água”, disse o comandante do corpo de bombeiros do Suriname.

Foto: DBS

Deixe seu comentário abaixo.

Comentar

Comentar